Cadastre-se para ganhar 15% de desconto em sua primeira compra!*

Compartilhe

2020 não foi um ano fácil, né? Sei que muita gente começou a ler mais durante a quarentena, aproveitando o tempo livre. E sei também que, em alguns dias, a concentração não vinha por conta do momento de ansiedade que vivemos, o que dificultou a leitura. Primeiro, tenho esperança de que o próximo ano vai ser melhor. E segundo, acredito que a leitura pode nos ajudar a enfrentar vários desafios.

Por isso, preparei uma lista com cinco leituras para seguirmos fazendo em 2021, sem deixar esse hábito de lado. Foquei em livros de não ficção, mas lembrem-se sempre de tentar ler ao mesmo tempo com obras de ficção.

1- Sapiens, de Yuval Noah Harari:
Esse é um livro em que aprendemos muito sobre a humanidade. Sapiens mostra como nós passamos de uma espécie irrelevante de primatas aos “senhores do mundo”. Faz um passeio pela nossa história mostrando a nossa evolução como espécie e como sociedade, e é uma ótima leitura para entender nosso lugar e responsabilidades com o mundo em que vivemos. Uma leitura de não ficção que demanda tempo, então leia sem pressa e alterne como uma leitura mais leve de ficção para não perder o ritmo.

2- A morte é um dia que vale a pena viver, de Ana Claudia Quintana Arantes
O título pode espantar, mas a autora traz uma visão diferente e muito sensível sobre um tema espinhoso e que evitamos falar. Ana Claudia é referência em Cuidados Paliativos no Brasil, e nesse livro nos convida a refletir sobre como podemos encarar a morte de uma forma mais positiva, pensando em aproveitar o melhor possível da vida que temos e enxergando a morte como o término natural de um belo caminho. É uma belíssima experiência de leitura, que me deixou pensativo por várias semanas.

3- Talvez você deva falar com alguém, de Lori Gottlieb
Procuramos um terapeuta quando a vida está difícil, complicada, quando não entendemos bem o que sentimos. E o terapeuta, ele também não precisa conversar com alguém? Lori Gottlieb traz histórias que ouviu de seus pacientes e também conta sua própria experiência com a terapia nesse livro, falando sobre como muitas das questões que nos atormentam são, na verdade, universais. Uma leitura que nos faz rir, chorar e nos ensina muito sobre como não estamos sozinhos nas nossas angústias e dificuldades.

4- Pequeno manual antirracista, de Djamila Ribeiro
Um livro que é necessário para todos, sobretudo nos dias atuais em que a questão do racismo vem sendo tão discutida. Djamila mostra como o racismo está enraizado na nossa cultura, toca na ferida e, por isso, é um livro tão importante para lermos. Precisamos evoluir muito ainda como seres humanos, e essa evolução começa quando reconhecemos nossos privilégios, aprendemos sobre os outros e aprendemos, principalmente a respeitá-los.

5- Caderno de um ausente, de João Anzenello Carrascoza
Faltava uma boa ficção, né? E precisamos de leituras que nos façam bem. Caderno de um ausente é um livro lindo e sensível, que deixa essa sensação boa no final, com um conforto no coração. Nele, lemos um caderno escrito por um pai para a sua filha recém-nascida, buscando uma forma de estar presente sempre em sua vida, mesmo quando ele não estiver mais aqui.

Espero que gostem dessas dicas. Desejo que 2021 seja um ano cheio de boas histórias e, claro, de boas notícias!